Trajetórias de Refúgio: analise de género, intersecionalidade e políticas públicas em Portugal
Resumo

O projeto enquadra-se num tema prioritário do FAMI (Mulheres imigrantes e refugiadas) e responde à recente chegada de refugiados a Portugal, atendendo especificamente as mulheres refugiadas, com o intuito de compreender as especificidades das suas experiências e trajetórias, considerando as questões relacionadas com a classe social, o sexo, a religião, a nacionalidade, o acesso a educação e a saúde, e aprendizagem da língua, e as expectativas, desde uma perspectiva de género intersecional. Pretende-se perceber os desafios, as necessidades, as vulnerabilidades vivenciadas pelas refugiadas e as políticas públicas e práticas de acolhimento e integração que o sistema portugués oferece. A metodologia usada será qualitativa, e envolve um conjunto de ferramentas como a entrevista em profundidade, a investigação ação e a analise a nível nacional, regional e local, das políticas e práticas. 

Date de Início
2018-11-01
Date de Fim
2020-04-30
Informação transferida do Ciência-IUL
ISCTE FCT Portugal
W3C