Novas comunidades chinesas em Portugal
Resumo

Desde o início do século XXI, a imigração e sedentarização de novas comunidades chinesas na Europa (imigrantes de negócios, imigrantes altamente qualificados, estudantes internacionais e imigrantes em busca de qualidade de vida) não têm parado de aumentar. Em Portugal, o crescimento do número de imigrantes chineses tem acompanhado esta tendência europeia, exigindo um conhecimento mais apurado sobre as suas caraterísticas enquanto grupo étnico específico, os seus percursos migratórios, e as suas trajetórias sociais e profissionais. Os estudos existentes sobre esta comunidade ainda são escassos e centrados, essencialmente, nos imigrantes económicos, não considerando a sua heterogeneidade enquanto grupo social ou a diversidade das suas origens geográficas. Como tal, este projeto de investigação pretende contribuir para a análise da diversidade das novas comunidades chinesas em Portugal, através de um conjunto de objetivos concretos: (i) análise comparativa dos seus fluxos migratórios e transnacionais entre Portugal, a Europa e a China; (ii) caraterização dos seus perfis sociais, educativos e culturais; (iii) identificação das suas atividades económicas e profissionais, tendo em especial consideração as estratégias de empreendedorismo desenvolvidas, assim como as oportunidades e limitações económico-profissionais a que poderão estar estruturalmente sujeitos; e (iv) análise das trajetórias de integração social quer das primeiras como das segundas gerações de imigrantes. Os métodos a utilizar neste projeto de investigação serão tanto quantitativos (fontes secundárias de dados estatísticos) como qualitativos (entrevistas semi-estruturadas, entrevistas biográficas).

Equipa: 

Sofia Gaspar (Coord.), Thaís França e Fernando Ampudia de Haro do CIES-IUL; Irene Rodrigues do Instituto do Oriente, ISCSP-ULisboa.

 

Date de Início
2018-11-01
Date de Fim
2024-10-31
Informação transferida do Ciência-IUL
ISCTE FCT Portugal
W3C