Medicinas Complementares e Alternativas e Medicina Convencional: uma abordagem sociológica sobre as fronteiras, trocas e confluências
Resumo

 O plano de trabalhos tem como objeto as relações entre as Medicinas Complementares e Alternativas (MCA) e a Medicina Convencional (MC) em Portugal. Por MCA entendemos um conjunto diversificado de medicinas, terapias ou práticas terapêuticas que têm em comum 1) o facto de se demarcarem da medicina convencional, 2) de ocuparem uma posição marginal nos sistemas de cuidados de saúde nas sociedades ocidentais; 3) de proclamarem a posse de um corpo de saberes mais ou menos sistematizado sobre a saúde e a doença orientador das práticas terapêuticas; 4) de se demarcarem de outras abordagens terapêuticas, como as medicinas populares, de base empírica e sem formalização e codificação do conhecimento e da sua transmissão, ou modalidades terapêuticas alicerçadas em elementos esotéricos e espirituais, como a religião e o esoterismo. Para efeitos de operacionalização da pesquisa, englobam as sete medicinas/terapias que se encontram regulamentadas em Portugal desde 2013: medicina tradicional chinesa, acupunctura, homeopatia, naturopatia, fitoterapia, osteopatia e quiropráxia.

O objetivo é explorar essas relações em quatro planos: i) no plano institucional das políticas públicas (essencialmente em termos de legislação que regula o ensino e a prática das diversas terapias); ii) no plano de projetos organizacionais (como, por exemplo, clínicas com ofertas terapêuticas pluralistas); iii) no plano da decisão individual do médico ou terapeuta de MCA (designadamente pela referenciação mútua ou pela utilização de técnicas terapêuticas inscritas em outro sistema terapêutico); iv) no plano da decisão individual do paciente, através da complementaridade ou alternância da MC e das MCA. Pretende-se, em particular, evidenciar as concordâncias e dissonâncias que se verificam entre os vários planos.

Para responder a estes objetivos, adota-se uma estratégia plurimetodológica que combina procedimentos de recolha e análise de informação de tipo extensivo-quantitativo com procedimentos de tipo intensivo-qualitativo, recorrendo a diferentes tipos de fontes e à auscultação de atores sociais diversos.

Date de Início
2019-09-01
Date de Fim
2025-03-31
Financiamento do Projecto
Fundação para a Ciência e a Tecnologia
Informação transferida do Ciência-IUL
W3C