Combate à exclusão social entre populações de jovens sem-abrigo: uma investigação comparativa de trajectórias de vida e programas de reinserção para mulheres e homens jovens adultos de diversas condições étnicas e migratórias
Resumo

Esta investigação foca o caso particular de grupos de jovens socialmente excluídos e em risco de sem-abrigo e promove uma análise dinâmica das suas trajectórias de vida. São tomadas em consideração duas variáveis fundamentais - género e minoria étnica – e discutidas as suas implicações ao nível da construção de respostas sociais e programas de prevenção. A pesquisa envolve também a participação de jovens quer enquanto objecto, quer enquanto sujeito, pela adopção de metodologias de investigação participativa que procuram alcançar resultados ao nível do desenvolvimento pessoal, integração e coesão social.
Neste contexto, é analisada e situação de diferentes contextos nacionais: Holanda, Reino Unido, Portugal e Republica Checa - CSEYP. Os níveis de jovens sem-abrigo variam entre países europeus em relação aos mecanismos de apoio disponíveis quer através dos seus próprios esforços económicos, transferências da segurança social, apoio familiar e custos de entrada nos mercados de habitação locais. Todos estes factores variam também em cada país relativamente ao género, grupo étnico minoritário e status migratório. Contudo, mesmo as sociedades mediterrânicas, com fortes sistemas de apoio familiar começaram a sentir a presença de jovens sem-abrigo, quer entre a população local, quer migratória.
No norte da Europa, têm sido desenvolvidos programas intervencionistas para: a) estruturar o trabalho social com utilizadores de centros de acolhimento (“8 Step Programme” da Holanda) no sentido de promover a sua reintegração e a integração social em centros para sem-abrigo adultos e b) prevenir o surgimento de jovens sem-abrigo entre aqueles em mais alto risco (excluídos da escola e em fuga de casa) pelo fornecimento de apoio pessoal, educacional/emprego e familiar através de uma rede de agências multidisciplinares (“Safe Moves Programme” do Reino Unido). CSEYP visa testar estes programas. Neste sentido, a presente pesquisa vai: 1) Investigar a eficácia destes programas com diferentes populações jovens (masculino/feminino; minorias étnicas e jovens migrantes) na Holanda e Reino Unido e rever o trabalho de programas paralelos em desenvolvimento noutros países europeus; 2) Investigar a adaptabilidade destes programas de trabalho com diferentes grupos de jovens sem-abrigo em países mediterrânicos (Portugal) e da Europa central (Republica Checa); 3) Investigar os papeis de, e relações entre, adultos “de confiança”, profissionais de liderança, mentores e familiares, ao desenvolverem estes programas e seu relevo para as vidas de jovens socialmente excluídos de forma a estabelecer estratégias de inclusão mais eficazes; 4) Estabelecer modelos, quer teóricos, quer práticos, apropriados para o combate à exclusão social entre jovens em situações de maior risco.
Métodos incluem entrevistas a peritos, entrevistas de histórias de vida/de utilização de serviços, observação do trabalho e interacção com as assistentes sociais e metodologias de intervenção primária, o desenvolvimento do programa pelas equipas nacionais e o envolvimento de jovens excluídos e observação.

Date de Início
2008-05-01
Date de Fim
2011-04-30
Parceiros Externos
CIES-IUL - Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Netherlands Centre for social development
London Metropolitan University,
Charles University, Faculty of Humanities
Informação transferida do Ciência-IUL
ISCTE FCT
W3C