Perfil Sociológico do Jornalista Português
Resumo

O projecto de investigação divide-se em três partes. Na primeira pretende-se caracterizar sociograficamente este grupo profissional. Para tal recorrer-se-á aos impressos utilizados para pedidos de carteira profissional ou para renovação da mesma. A carteira profissional é título obrigatório para o exercício da profissão. O seu pedido é feito em períodos certos. Significa isto que, de Setembro a Dezembro de 2003, entraram no Sindicato dos Jornalistas (no caso de jornalistas sindicalizados) e na Comissão da Carteira Profissional dos Jornalistas, cerca de 6.000 pedidos, o que corresponde à totalidade dos profissionais actualmente em exercício. A consulta exaustiva dos documentos em questão permite obter informações seguras sobre: local de nascimento, idade, sexo, número de anos de exercício da profissão, sector da comunicação social onde cada requerente trabalha (imprensa escrita, rádio ou televisão), nível de habilitações literárias, etc. Note-se que todos estes dados estão já digitalizados. Por outro lado, o Sindicato actualiza, regularmente, as informações relativas aos seus associados. Assim, e paralelamente à análise da situação actual, ser-nos-á possível proceder a um estudo diacrónico abrangendo um número largamente representativo de elementos da classe (cerca de dois terços). Na segunda parte procurar-se-á contextualizar os dados anteriormente obtidos assumindo, como termos de comparação, a Europa e o Brasil. No que respeita à Europa, e na sequência do protocolo firmado com o Sindicato de Jornalistas, beneficiaremos da informação disponibilizada por organismos congéneres e que resultam de numerosas investigações efectuadas sobre a mesma matéria. Para o Brasil, contamos com os trabalhos levados a cabo, nomeadamente, na Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Date de Início
2005-09-01
Date de Fim
2009-11-30
Parceiros Externos
Comissão de Carteira Profissional de Jornalista
Sindicato dos Jornalistas
Informação transferida do Ciência-IUL
ISCTE FCT
W3C