Mudança Organizacional e Relações do Emprego na Administração Pública em Portugal: o papel dos sindicatos e dos trabalhadores
Resumo

Propõe-se estudar as formas de colaboração e de resistência dos funcionários públicos e dos seus sindicatos às mudanças no âmbito da Reforma da Administração Pública em Portugal. Tratam-se de medidas cujo objectivo é melhorar a produtividade e a eficiência do emprego público. Tal como noutros países da Europa confrontados com défices públicos excessivos, tenta-se restringir o emprego e os custos salariais na função pública. Com o mesmo fim, procura-se mudar as relações do emprego e a gestão do trabalho na função pública como alavanca de uma estratégia de desburocratização.  Investigar o papel dos trabalhadores e dos sindicatos na Reforma da Administração Pública é necessária devido ao paradoxo implicado pelo objectivo de reduzir os custos suportados pelo Estado no contexto do aumento da procura dos serviços públicos: como reduzir efectivos e aumentar a produtividade do sector público e melhorar a qualidade dos serviços sem desmotivar os recursos humanos?

Date de Início
2005-08-01
Date de Fim
2009-03-15
Informação transferida do Ciência-IUL
ISCTE FCT Portugal
W3C