Compreender as práticas e desenvolver o conceito de bricolage no Estado de Providência
Resumo

Os principais objetivos desta investigação são:
a) Analisar as experiências dos moradores no contacto com os prestadores de serviços de saúde, nomeadamente na forma como comunicam e acedem aos serviços; e analisar o tipo de abordagens utilizadas pelos moradores para melhorar o seu acesso aos cuidados de saúde;

b) Estudar os fatores que influenciam o acesso/ experiências que as pessoas vivenciam, no que respeita à saúde, tendo em consideração o Estado Social vigente, a saúde e a migração;

c) Explorar a maneira como os diferentes tipos de prestadores identificam as necessidades da população, estudar os papeis que eles adotam, e os desafios e oportunidades que enfrentam;

d) Aplicar novos métodos de recolha de dados sobre Estado Social em territórios complexos e superdiversos, nomeadamente métodos colaborativos e a criação de uma aplicação para telemóveis para mapear os serviços disponíveis no território em estudo;
 
No final do projeto, pretende-se identificar qual o regime predominante de Estado Social na vertente da saúde, mais especificamente quais as desigualdades existentes, os aspetos da diversidade mais relevantes, e quais as responsabilidades assumidas pelos diferentes atores envolvidos.

Date de Início
2016-05-01
Date de Fim
2017-12-31
Informação transferida do Ciência-IUL
ISCTE FCT
W3C