Diversidade de género, Cidadania e Saúde. Identidades e expressões de género trans face aos novos enquadramentos médicos e legais
Resumo

A investigação incide sobre um tema emergente na sociologia nacional e internacional: as experiências e os direitos de cidadania das pessoas transexuais e transgénero. Concretamente, explora o impacto das novas abordagens médico-legais da “identidade de género” nas experiências identitárias, estéticas corporais e aceitação social, familiar e íntima destas pessoas. A nível nacional, a “lei de identidade de género” (Lei 7/2011) representa o reconhecimento civil da transição de género e a desvinculação entre sexo e género, ou entre identidades de género e corpos sexuados, ao validar a existência de corpos de fêmea com identidades masculinas e vice-versa. A questão central é perceber o impacto desta recente possibilidade na vida dos indivíduos trans e, simultaneamente, o seu contributo para a mudança social. Metodologicamente, recorrer-se-á a análise legislativa comparada, entrevistas em profundidade a indivíduos de diversas expressões de (trans)género, bem como a profissionais de saúde implicados nos cuidados trans-específicos e representantes de associações LGBT.

Date de Início
2016-07-01
Date de Fim
2019-06-30
Informação transferida do Ciência-IUL
ISCTE FCT
W3C