Mobilidade, inserção laboral e diferenciação social na transição para a vida adulta: padrões e disposições
Resumo

Pretende-se com este programa de trabalhos aprofundar a relação entre a transição para a vida activa e a mobilidade na população jovem. Trata-se de uma relação central num contexto que conjuga uma compressão económica aguda, a transnacionalização das vivências e das identidades, tal como das oportunidades laborais, e uma acentuada visibilidade social das trajectórias migratórias, sobre as quais existe pouco conhecimento. Procurar-se-á configurar as condições sociais e individuais de partida; articulando-as com a diversidade de experiências de integração no mercado de trabalho, dentro e fora de Portugal, mapeando e esclarecendo os quadros de interacção, motivações e sentidos que estão na base do empreendimento ou retracção da realização de trajectórias migratórias. Privilegiar-se-á uma abordagem das condições de facilitação ou constrangimento da sua emergência, observando jovens socialmente diferenciados, procedendo a uma investigação multidimensional das causas e trajectos, que permita identificar disposições e padrões de, e para, a mobilidade.

 

Date de Início
2016-03-01
Date de Fim
2019-02-28
Parceiros Externos
CIES-IUL - Centro de Investigação e Estudos de Sociologia
Informação transferida do Ciência-IUL
ISCTE FCT
W3C