Efeito-escola e efeito-turma nos resultados escolares (4º e 6º anos)
Resumo

Preside à realização da pesquisa o objetivo de analisar o efeito-escola e o efeito turma  nos resultados atingidos pelos alunos do 4º e 6º ano em provas nacionais (Provas de Aferição de Português e de Matemática).
Através do estudo do efeito moderador de diferentes características da escola e das turmas explora-se  a relação entre o perfil social/ origem nacional dos alunos e os resultados obtidos nas referidas provas.  As variáveis escolares contempladas são a composição socio-cultural da escola, as classificações atingidas pela mesma e o grau de homogeneidade das turmas que forma e nas variáveis relativas à turma consideram-se a sua composição sociocultural e académica.
Trata-se de uma pesquisa extensiva apoiada em informação estatística recolhida no contexto de uma investigação precedente (“Escolas que fazem melhor”) e que se reporta a um universo e cerca de 60 000 alunos do 4º e do 6ºano da área metropolitana de Lisboa (AML) que realizaram Provas de Aferição em 2009-10. Estes alunos distribuem-se por 778 escolas (615 do 4º ano e 163 do 6º ano) e por 2701 turmas (1508 do 4º ano e 1193 do 6ºano).

Date de Início
2016-02-29
Date de Fim
2018-12-31
Informação transferida do Ciência-IUL
ISCTE FCT
W3C