Quão globais são os standards globais da FIAS? Exploração da penetração no campo profissional das linhas de orientação de referência para o Serviço Social
Resumo

A Agenda Global para o Serviço Social (2012-2016), promovida pela Federação Internacional Serviço Social, Associação Internacional Escolas Serviço Social e Conselho Internacional Bem-Estar Social, define um conjunto de metas e princípios para o Serviço Social à escala mundial.
O primeiro ciclo desse processo (2012-2016) elegeu quatro principais áreas de atenção: 1) Promover igualdades sociais e económicas; 2) Promover a dignidade e o valor das pessoas; 3) Trabalhar em prol da sustentabilidade ambiental; e 4) Reforçar o reconhecimento da importância das relações humanas. Em julho de 2014 um primeiro relatório foi divulgado sobre o andamento dessa agenda, ou seja, a contribuição para a redução das desigualdades sociais e económicas, chegando a algumas conclusões com base em exemplos de práticas de trabalho social realizado em todo o mundo.
Estarão os Assistentes Sociais portugueses cientes destes desafios? Como entendem o significado da Agenda Global? Como têm promovido esses princípios na prática quotidiana?
O presente projecto consiste num estudo exploratório que pretende realizar uma primeira aproximação à resposta às questões colocadas junto de assistentes sociais, orientadores de estágio de estudantes da licenciatura em Serviço Social. A pesquisa recorrerá à aplicação de um inquérito on-line na área urbana de Lisboa ao maior número possível de Assistentes Sociais que reúnam as condições indicadas.
Esperam-se resultados que ajudem a entender a penetração dos princípios da Agenda Global no mundo profissional, nomeadamente na relação com a prática profissional quotidiana exercida num país europeu sob políticas austeritárias.
Objectivos
1. Verificar o nível de conhecimento dos assistentes sociais sobre os conteúdos e orientações da Agenda Global
2. Explorar a concordância dos profissionais com a Agenda Global;
3. Compreender a familiaridade existente com cada uma das quatro áreas definidas na Agenda Global;
4. Compreender o grau de aplicabilidade que os profissionais consideram que a Agenda Global tem nas práticas profissionais concretas;
5. Identificar os limites e potencialidades atribuídos pelos profissionais à Agenda Global.

Date de Início
2016-02-29
Date de Fim
2017-09-29
Informação transferida do Ciência-IUL
ISCTE FCT
W3C