Ecos biográficos: triangulação no estudo dos percursos de vida
Resumo

Em sociologia a pesquisa biográfica é geralmente centrada na realização de entrevistas nas quais se pede às pessoas que contem a sua história de vida ou experiências numa dada fase e/ou dimensão de existência. Ocasionalmente recorre-se também a materiais secundários como fotografias, cartas, timelines ou calendários de vida para complementar a narrativa. O enfoque é, em ambos os casos, em testemunhos na 1ª pessoa, assumindo que a informação obtida desta forma é a que permite aceder de modo mais direto e fiável às ocorrências e à subjetividade associadas a uma vida. Muito menos explorada está a possibilidade de reconstituir uma biografia não só por essa via, mas também a partir de testemunhos de terceiros, em concreto de pessoas próximas que possam falar sobre as trajetórias do indivíduo em análise e sobre a relação que têm com essa pessoa. Aquilo que se pretende fazer neste projeto é precisamente compreender como é que as biografias podem ser reconstituídas e analisadas a partir de múltiplos testemunhos, numa lógica de triangulação e comparação das fontes de informação. Recorrendo a uma metodologia qualitativa, o objetivo é perceber, através da realização de entrevistas biográficas, como é que a própria pessoa descreve e que sentidos atribui à sua vida, mas também como é que pessoas próximas percebem esse percurso biográfico, o apresentam e o interpretam. Serão analisadas 20 biografias, sendo que cada caso é composto pela entrevista à pessoa nuclear e por cerca de 4 entrevistas a familiares, amigos, colegas ou vizinhos desse indivíduo (de diferentes graus de parentesco, gerações, contextos). Desta forma, é possível combinar a visão que cada pessoa tem de si mesma e da sua biografia com a que os outros significativos têm dessas mesmas experiências. Pretende-se, neste sentido, articular uma perspetiva interna com uma visão externa acerca de uma mesma pessoa e respetivo percurso de vida. Esta estratégia analítica permite estudar a constituição temporal, social e relacional de uma biografia, em linha com os quadros analíticos habituais da pesquisa biográfica em sociologia. Mas para além disso - e é aqui que reside, em grande medida, o seu cariz inovador -, possibilita o acesso a dimensões adicionais de experiências, relações e subjetividade, a partir de múltiplas vozes, que dotam as narrativas autobiográficas de uma maior complexidade e objetividade. Permite também perceber como funcionam os canais de comunicação e transmissão de memória numa escala micro. O projeto assume-se ainda como plataforma de desenvolvimento e teste de um dispositivo inovador de análise biográfica. Este dispositivo tem o potencial de ser mobilizado como instrumento de intervenção e promoção de integração social e de bem-estar, no sentido em que a reconstrução de um percurso de vida estimula a reflexividade, contribui para valorizar experiências passadas e serve de base para delinear de forma mais sustentada projetos de vida, nomeadamente entre populações mais fragilizadas.

Date de Início
2018-10-01
Date de Fim
2021-09-30
Informação transferida do Ciência-IUL
ISCTE FCT Portugal
W3C