Migrações, Linguagem e Educação
Resumo

O trabalho de investigação nestes 6 anos incide no aprofundamento e consolidação de reflexões teóricas sobre dinâmicas das políticas linguísticas no terreno, dando espaço à sociologia das práticas. Este trabalho surge fundamentado na continuação da exploração empírica e metodológica iniciada em 2014, a várias escalas e em quatro etapas de investigação. 

Durante quatro anos, está previsto desenvolver três projetos, e organizar um ciclo de seminários: 

1) continuando o projecto “Konta bu storia: Padrões de Aculturação Linguística entre Descendentes de Imigrantes Africanos no Vale da Amoreira” - combinando abordagens qualitativas e quantitativas na análise das atitudes dos jovens participantes face à diversidade linguística do seu quotidiano, assim como de outros atores nos espaços onde decorre a sua socialização linguística e formativa (família, escola, bairro); 

2)  iniciando um segundo projeto: “Trovoada de Ideias: Inclusão Linguístico-social dos Estudantes dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP) no Ensino Superior Português” - um projeto de investigação-ação no ISCTE-IUL, que adopta uma abordagem de inclusão multidimensional (porque linguística, cultural e social) junto de estudantes internacionais africanos, através da aplicação de metodologias mistas (observação participante em sala de aulas, grupos focais, entrevistas semi-estruturadas, formação dos vários actores implicados); 

3) iniciando um terceiro projeto, “Mobilidades e língua: as motivações e perfis sociológicos dos jovens que procuram a certificação em língua portuguesa no mundo” – num estudo quantitativo que parte da base de dados do CAPLE, com o objetivo de estudar perfis sociológicos e sociolinguísticos nos domínios da avaliação e da certificação da proficiência em português língua estrangeira (PLE),

4) continuar o ciclo de 6 seminários com periodicidade anual, sobre o título: “Políticas e práticas linguísticas em Portugal, escolhas institucionais, familiares e individuais” – ciclo que pretende reunir responsáveis pela implementação/acompanhamento de experiências e medidas de educação linguística, ensino bilingue ou plurilingue, ensino de língua portuguesa, que tiveram lugar em várias instituições públicas (seja ensino básico, secundário, superior, educação e formação de adultos, etc...), juntando-os numa discussão com outros agentes envolvidos em cada acção, respectivos públicos e parceiros, assim como académicos de diferentes disciplinas especialistas nas áreas de intervenção.

Nos últimos dois anos, prevê-se continuar com a organização do ciclo de 6 seminários, propondo-se publicações que reflitam, de forma agregada e transversal, os diferentes momentos do trabalho anterior sobre sociologia das políticas e práticas linguísticas a várias escalas (macro, meso e micro), ao mesmo tempo que se pretende consolidar a organização e análise de um arquivo de políticas de língua em Portugal direcionadas a populações com origem imigrante.

Date de Início
2018-11-01
Date de Fim
2024-10-31
Financiamento do Projecto
FCT
Informação transferida do Ciência-IUL
W3C